EnglishDeutschFechar o menu de navegação
Na Terra da
Bossa Nova
Paulo Bitencourt, intérprete de bossa nova

Concerto

O cantor de ópera brasileiro Paulo Bitencourt cantou no “Jugendstil” uma mistura de samba e cool jazz.

Bossa nova é para o músico brasileiro Paulo Bitencourt, nascido em 1966, “o mais ‘cool’ de todos os estilos musicais”. Ainda jovem, o músico do Estado do Paraná excursionou com vários conjuntos vocais por todo o Brasil. Em 1990, mudou-se para a Áustria e estudou no Conservatório de Viena, onde, em 2000, graduou-se com sucesso como cantor de ópera academicamente certificado. No Stadttheater Baden e no Akzent Theater de Viena, cantou em óperas de Carl Orff e interpretou Figaro em “Il Barbiere di Siviglia”, de Rossini. No Burgtheater de Viena, trabalhou vários anos como cantor contratado, atuando em “A Ópera dos Três Vinténs”, de Brecht, e na opereta “Orfeu no Inferno”, de Offenbach. Mesmo assim, todo o seu amor ele ainda dedica à bossa nova. Esse estilo musical, surgido no final da década de 1950, é uma mistura de samba e “cool” jazz. Paulo Bitencourt se acompanhou virtuosamente no violão e executou as canções em típico estilo sussurrado.
Excelente!
Gosta das minhas interpretações de bossa nova? Então, pague-me um chope com pizza ou, se preferir, um café com bolo, clicando aqui.