EnglishDeutschFechar o menu de navegação
A História da
Bossa Nova
João GilbertoJoão Gilberto
Em Viena, Áustria, formei-me em Canto Lírico, mas na verdade não amo a ópera tanto quanto amo a bossa nova. Espere. Você não sabe o que é bossa nova?!
Bem, a bossa nova surgiu no Brasil, no final dos anos de 1950. Jovens músicos brasileiros, residentes da Zona Sul do Rio de Janeiro, onde se encontram as praias de Copacabana e Ipanema, se interessavam mais por jazz que pela música brasileira daquela época, que eles consideravam antiquada. Semelhante a árias de ópera, as canções brasileiras de então eram cantadas com voz lírica. As letras eram cafonas, sua fraseologia não era aquela falada pela juventude.
Muitos desses músicos tocavam em boates e bares do Rio de Janeiro. Sendo grandes fãs de jazz, elementos desse estilo musical acabavam fluindo em suas composições, fazendo com que sua música soasse diferente. Eles frequentemente se reuniam para ouvir os mais recentes discos de jazz ou mostrar suas composições uns aos outros. No entanto, eles não tinham consciência de que estavam criando um novo gênero musical.
Isso mudou quando um moço chamado João Gilberto, do Estado da Bahia, mudou-se para o Rio de Janeiro a fim de tentar a carreira de músico, que de início falhou miseravelmente. Incapaz de pagar o aluguel, ele morou de favor nos apartamentos de colegas, que constantemente o expulsavam. Toda vez que João Gilberto não tinha quem o quisesse acolher, ele saía do Rio e, por vários meses, ia morar com sua irmã. Lá, ele às vezes se trancava no pequeno banheiro e tocava no violão o mesmo acorde durante horas seguidas, obcecado pela ideia de encontrar uma nova maneira de tocar esse instrumento.
E encontrou. João Gilberto estilizou o ritmo do samba, aplicando-lhe acordes de jazz. Além disso, em vez de bater nas cordas, com o polegar ele tocava as notas graves e com os dedos indicador, médio e anelar delicadamente puxava as outras cordas ao mesmo tempo. Com respeito ao canto, ele começou a cantar baixinho, macio, de uma forma aveludada e sem vibrato.
Frank Sinatra & Tom JobimFrank Sinatra & Tom Jobim
Era isso! Voltando ao Rio, ele mostrou aos outros músicos seu novo modo de tocar e cantar. Um que ficou muito impressionado foi Antonio Carlos Jobim, mais conhecido como Tom Jobim, que se tornaria o mais internacional compositor de bossa nova. Em 1958, a cantora Elizeth Cardoso gravou um disco intitulado “Canção do Amor Demais”, inteiramente com composições de Tom Jobim, com letras de Vinicius de Moraes. João Gilberto acompanhou Elizeth no violão em duas faixas: “Chega de Saudade” e “Outra Vez”. Esse foi o primeiro disco a registrar sua nova maneira de tocar. Três meses depois, João Gilberto gravou seu próprio disco, cantando e tocando.
A bossa nova, também chamada de jazz brasileiro, tinha nascido oficialmente. “Bossa” significa “protuberância”, “saliência”. Na gíria da época, conotava moda, talento, alguém ou alguma coisa que se sobressai, ou é sofisticada. Assim, bossa nova passou a significar algo como “nova sofisticação”.
De passagem pelo Brasil, músicos norte-americanos e europeus entraram em contato com esse novo estilo musical, divulgando-o em seus países. A bossa nova se tornou tão popular nos Estados Unidos que em 1962 músicos brasileiros foram convidados a apresentar-se no Carnegie Hall, em Nova York, em um concerto intitulado “Bossa Nova (New Brazilian Jazz)”. Estiveram presentes ícones do jazz, como Miles Davis, Tony Bennett, Peggy Lee e Herbie Mann. O concerto foi transmitido ao vivo para várias estações de rádio americanas e europeias. Duas semanas depois, a nata dos músicos da bossa nova se apresentou no Auditório George Washington e foi recebida na Casa Branca por Jacqueline Kennedy.
A partir daí, a bossa nova conquistou o mundo inteiro. Segundo a revista Performing Songwriter, a canção “Garota de Ipanema” é mundialmente a segunda canção mais gravada de todos os tempos.
Paulo Bitencourt
Enquanto aprecia algumas capas de discos, ouça aqui as primeiras gravações a mostrar a batida de violão inventada por João Gilberto e que deram nascimento ao estilo musical chamado de bossa nova:

Chega de Saudade (1958)

Composta por Antonio Carlos Jobim & Vinicius de Moraes

Primeira gravação: voz por Elizeth Cardoso, violão por João Gilberto
Segunda gravação: voz e violão por João Gilberto